sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

AMANHECER!





Amanhecer...
Despertei obrigado por Ti ,ó meu Deus,a quem busca esse abrigo devo permanecer no santuário da Tua proteção e na Fortaleza do Teu amparo.
Ilumina o íntimo do meu ser,ó Meu Senhor com os esplendores do alvorecer da Tua Revelação,assim como iluminaste meu ser exterior com a luz matinal da Tua Graça.
(Bahá ‘ullhá)
A cada  amanhecer  renasce a esperança  de  um novo dia recém-inaugurado, todinho  nosso,um espaço sagrado de  24  horas para grandes realizações.ou não!
Tudo depende de nós..
Obs:a letra oriental é para casar bem com o texto.

                           Cidade histórica de Ouro Preto


MINAS,COMO EU A VEJO!
Depois de trinta longos anos voltei à  Minas.
Esse  Estado ,cheio de história, magníficas paisagens e um povo único, me encantou desde que cruzei seus caminhos  abrindo  a boca de espanto ante seu fantástico acervo cultural e a simplicidade dos seus habitantes.
Dessa  vez , por conta da Bienal , estive apenas em Belo Horizonte , Belô ,para os íntimos –e,quem não é íntimo dos mineiros,desde que pisa os pés nessa terra abençoada !?-


                                          A Pampulha

Passeei pouco por lá; tinha ido a trabalho e árduo é o trabalho  do  escritor , desde o burilar dos seus textos até a divulgação da sua obra.Mas,pude perceber uma cidade feliz.Muito limpa,policiada,com um sistema de transporte que parece satisfazer a população.
Andei muito de metrô – meu desejo era andar  de estação em estação até os pontos finais,mas,não deu –e notei a limpeza dos vagões,a educação do povo,nada de gritos,xingamentos ou batuques,e a cordialidade dos funcionários.
O povo de Minas é uma estória à parte.


O  carinho , a afetividade e o respeito  que nos oferecem,a receptividade ,o interesse pelo nosso trabalho,a cobertura que tivemos da mídia universitária,tudo isso nos comoveu e nos encheu de alegria.
Enchíamos a boca e dizíamos:
-Mineiro é tudo de bom , sô!
Pude perceber uma rica vida cultural; Minas  tem mais livrarias que a maioria dos estados nordestinos e o povo compra livros.Mineiro adora” causos”;talvez seja por isso que meu livro “Contos e Causos” esgotou em dois dias.
Perdi-me no Mercado Central e quase arraso as minhas parcas  economias. Queijos diversos e deliciosos , doces de leite, linguicinhas  tentadoras,uma diversidade gastronômica de endoidar qualquer um.E, repare que nem falei do pão de queijo nem do forte café  de Minas...

                         Parte do Mercado Central

Almocei uma boa comida mineira no restaurante “Dona Conceição” e o gosto daquele leitãozinho à pururuca ainda está na minha memória gustativa e ficará por muito tempo.
Até eu voltar à Minas.
Que seja logo!


                                              Leitão à pururuca


                                         STEVE JOBS NO CÉU

                          Deus: Moisés,encontre  Steve.
                   Ele deu uma "melhorada" na sua tábua.











sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Lado Avesso: JANEIRO!

Lado Avesso: JANEIRO!: O deus Janos Janeiro ,como palavra,não existe na nossa língua;imagino que seja uma corruptela de Jannuarius,q...