quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

NATAL!

UM PRESENTE PARA MEUS LEITORES E SEGUIDORES



NATAL
                                           OLAVO  BILAC
Jesus nasceu ! Na abóbada infinita

Soam cânticos vivos de alegria;
E toda a vida universal palpita
Dentro daquela pobre estrebaria ...



Não houve sedas, nem cetins, nem rendas
No berço humilde em que nasceu Jesus ...
Mas os pobres trouxeram oferendas
Para quem tinha de morrer na Cruz.



Sobre a palha, risonho, e iluminado
Pelo luar dos olhos de Maria,
Vede o Menino-Deus, que está cercado
Dos animais da pobre estrebaria.



Não nasceu entre pompas reluzentes;
Na humildade e na paz deste lugar,
Assim que abriu os olhos inocentes,
Foi para os pobres seu primeiro olhar.



No entanto, os reis da terra, pecadores,
Seguindo a estrela que ao presépio os guia.
Vêem cobrir de perfumes e de flores
O chão daquela pobre estrebaria.



Sobrem hinos de amor ao céu profundo;
Homens, Jesus nasceu ! Natal ! Natal !
Sobre esta palha está quem salva o mundo,
Quem ama os fracos, quem perdoa o Mal !



Natal ! Natal ! Em toda Natureza
Há sorrisos e cantos, neste dia ...
Salve, Deus da Humildade e da Pobreza,

nascido numa pobre estrebaria.



Príncipe dos poetas brasileiros, Olavo Brás Martins dos Guimarães Bilac (Rio de Janeiro, 16 de dezembro de 1865 - 28 de dezembro de 1918) foi um jornalista e poeta brasileiro, membro fundador da Academia Brasileira de Letras. Criou a cadeira 15, cujo patrono é Gonçalves Dias.
Conhecido por sua atenção a literatura infantil e, principalmente, pela participação cívica, era republicano e nacionalista; também era defensor do serviço militar obrigatório.1 Bilac escreveu a letra do Hino à Bandeira e fez oposição ao governo de Floriano Peixoto. Foi membro-fundador da Academia Brasileira de Letras, em 1896. Em 1907, foi eleito "príncipe dos poetas brasileiros", pela revista Fon-Fon. Bilac, autor de alguns dos mais populares poemas brasileiros, é considerado o mais importante de nossos poetas parnasianos. No entanto, para o crítico João Adolfo Hansen, "o mestre do passado, do livro de poesia escrito longe do estéril turbilhão da rua, não será o mesmo mestre do presente, do jornal, a cronicar assuntos cotidianos do Rio, prontinho para intervenções de Agache e a erradicação da plebe rude, expulsa do centro para os morros"

domingo, 1 de dezembro de 2013

CADERNOS DE VIAGEM:AMAPÁ




MARCO ZERO


CADERNOS DE VIAGEM

O despertador tocou,já era hora de sentir saudades...”
                              Trecho de um poema de Pedro Sticks

Não,amiga,nunca estive no Norte.Andava meio sem norte pelo Sul,Sudeste,Nordeste,quem manda esse pais ser tão grande e meus recursos tão pequenos!Além do tempo,querida ,que me prega peças e vai se evolando como um perfume entre meus dedos pouco ágeis.Sou setentona,menina,e o corpo já não tem aquela energia,aquele élan e tudo que a gente  deveria querer  é paz e sossego.Deveria,mas,não é o meu caso.Como Ahasverus,o judeu errante ,preciso caminhar,
desbravar ,descobrir;você,que me conhece bem,sabe que tenho bicho carpinteiro no corpo,como dizia meu velho pai.


Recebi,com muito carinho e maior expectativa o convite para participar da FLAP – Festa Literária do Amapá – e,parti cheia de curiosidade e vontade de aprender.Não esperava que essa viagem me tocasse tanto,que fosse tão impactante,que me trouxesse uma visão de um novo Brasil,tão diferente do país que nasci e conheço.Foi quase um choque cultural,menina.
A primeira amapaense que conheci  em Alagoas,durante a FLIMAR,tinha nome de rainha:Carla Nobre.Alegre,brejeira e,sobretudo,talentosa.Pensei comigo:- um Estado que tem uma representante como essa ,tem que ser um Estado Maior.E,tinha o Pedrinho,o Pedro Sticks,um grande poeta.



Suspeito que,se existisse reincarnação, todos os grandes  poetas brasileiros ,certamente,reencarnaram  no Amapá;nunca vi juntos tantos bons poetas que se agregam se respeitam,se admiram mutuamente,sem egoísmos ou ciúmes bestas,cada um ajudando o outro a crescer.Sem panelinhas ou marmitas como se vê por ai.
Acho que o ser humano é o mesmo em todo lugar ,mas,o que faz a diferença por lá é a política do governo com relação á cultura e educação.Ninguém se sente desprestigiado.Todos ganham seu lugarzinho ao sol,um sol nobre,que dá vez e voz a todos.
O atracadouro

Segundo ouvi,li e pesquisei,o Governo Capibaribe está,praticamente ,reconstruíndo o Amapá.Depois de alguns governos lamentáveis,onde imperava a corrupção e o descaso,a vida vai voltando ao normal e coisas boas estão sendo feitas.Em todos os setores.Mas,o Governador pensa como eu,saúde e educação em primeiro lugar.
Terei tempo de falar de tudo que vi e participei. Em cada blog,em cada site ,levarei as boas novas.
Me  acompanhe, amiga,nesta viagem gostosa pelo rio e pela terra,visitando sua fortaleza e museus,escolas,descobrindo segredos históricos como o Curiaú,falando com o povo e ouvindo a doce voz da criançada.O Marco Zero,onde de um lado eu estava no Hemisfério Norte;do outro ,no Hemisfério Sul.
A Fortaleza de São José do Macapá


Quero compartilhar com você,amiga e com meus leitores a alegria desse conhecimento.
Estes dados foram tirados da Wikipédia,mas,pude contatar a veracidade das informações durante minha curta estadia por lá.Curioso é não haver nenhuma estrada de rodagem saindo de Macapá para os estados limítrofes,como o Pará,ou próximos,como o Amazonas.Todas as viagens são feitas pelo rio.Com essa ponte  binacional que o Governador está construindo sobre o Rio Oiapoque , e que ligará  o Amapá á Guiana Francesa ,as viagens se tornarão mais rápidas e fáceis para turistas e população.

O Rio

O que mais me chamou a atenção durante minha visita a Macapá foi a ausência de uma ostensiva pobreza que se vê nos mais ricos estados brasileiros,inclusive,o meu;não vi moradores de rua dormindo nas calçadas e marquises,nem flanelinhas,nem meninos desnutridos nos sinais,nem pedintes.
Sei que há violência,trazida principalmente pelas drogas,mas,esta é uma praga mundial.
O Marabaixo,dança típica


Alguns moradores –conversei com muitos nas ruas e lojas ,oposicionistas e governistas – falaram de um trânsito violento,mas,pelo menos lá,parece que os crimes de trânsito são punidos.Li num jornal que uma família que teve alguns de seus membros mortos e feridos num acidente provocado por um garoto de treze anos, teve que pagar todos os altos custos  médico - hospitalares  e dar ,indenizar a família sobrevivente  com $6000.00 depositados todos os meses .
É isso ai,Estado  dono de uma economia forte e bem aplicada,onde governo e justiça  funciona , tem um povo  feliz  e tranquilo.
                                Marco Zero ao por - do -sol
*Durante as semanas de Dezembro publicarei matérias sobre esta viagem ,falando de costumes,educação,cultura,passeios,amigos e impressões diversas.
Nos acompanhe nesta viagem de sonhos.

                                     RECORDAR  É VIVER

ESCOLA JOSEFA  JUCILEDE: OFICINA DO CONTO COM MIRIAM SALES


                                              ABERTURA DA FLAP





                                             "   PALAVRA",NOME DO VALE - LIVRO,NA FLAP


CARLA NOBRE,O MOTOR QUE MOVE A FESTA

MIRIAM SALES,RECITANDO NO SARAU,ONDE BRILHOU LÚCIA HELENA,DE ALAGOAS.QUASE TODO O BRASIL,AQUI.
A FORTALEZA DE SÃO JOSÉ: HISTÓRIA VIVA



                            CARLA NOBRE E MIRIAM SALES


                                                EU E MINHA COLEGA.KAKAKÁ
                     MESA SOBRE O LIVRO DIGITAL: GIAN DANTON,RÔMULO ,MIRIAM ,AUGUSTO E VÁLBER


ADILSON COSTA,NETO,PARCEIRO E COMPANHEIRO


                          ATÉ DEZEMBRO,SE DEUS QUISER





terça-feira, 1 de outubro de 2013

sábado, 7 de setembro de 2013

FRASES ENGRAÇADAS SOBRE CASAMENTO



O BLOG DE SETEMBRO/13


FRASES ENGRAÇADAS SOBRE CASAMENTO

...se fosse bom não chegava pra pobre.
Odalberto  Oliveira

...nem precisava de testemunha.

Miriam Sales
O casamento é o fim do romance e o começo da história.
Oscar Wilde
Meu conselho é que se case. Se você arrumar uma boa esposa, será feliz; se arrumar uma esposa ruim, se tornará um filósofo.


O casamento é uma grande instituição, mas eu não estou praparada para as instituições.
O casamento tem dentes e como dói a mordida.

Casamento é igual palhaço de rodeio: Não sobrevive se não pular a cerca.
Matrimonio por interesse devia se chamar patrimônio.

O pior ano da vida de casado é este.
Millôr


Sabedoria Mineira
O CASAMENTO,SEGUNDO NHÔ CORNELIO
-Nhô Cornelio,ando em dúvida se devo ou não casar.Que é que o senhor acha do casamento?
O caipira tomou um ar sapiente,alisou os fiapinhos do cavanhaque,ajeitou as calças,pensativo,cuspiu pró lado e, finalmente,falou:
O’i,minino...casamento,prá dizê a verdade,é o mesmo qui comprá fumo...
-Ora essa!que é que vosmicê quer dizer com isto!?
O velho pitou uma vez mais o cigarrinho,cuspiu  e respondeu:-Puis é...Casá e comprá fumo é a mesma coisa;vancê escóie,compra um rolo di fumo...A primeira vorta é danado de bão...mas,o resto:vosmicê pita só prá nun perdê seu dinheirin’...

CONSELHO CONJUGAL 





"JÁ PODEIS DA PÁTRIA ,FILHOS 
VER CONTENTE A MÃE GENTIL.
JÁ RAIOU A LIBERDADE
NO HORIZONTE DO BRASIL!


D. PEDRO I,EU,VOCÊ E A TORCIDA DO FLAMENGO ACREDITARAM NISTO.



LIVRO,A CHAVE DO CONHECIMENTO.
LEIA MAIS!




segunda-feira, 5 de agosto de 2013

DOMINGO NA PRAÇA



O BLOG DE AGOSTO/13
A SEU GOSTO!



DOMINGO NA PRAÇA
...porque a praça é do povo, como o céu é do condor!
Castro Alves

A praça tem povo e livros;livros e povo tornam mais bela a praça ,realça seus monumentos,o verde das árvores centenárias,o conforto dos bancos,o colorido das flores.
Nada disso teria valor ,não fosse o povo que a frequenta e admira.Já os livros completam o povo que se distrai com a  música dos poemas, a poesia da música, o riso das crianças e o canto dos pássaros.Uma brisa gostosa beija e balança a copa das árvores.O Teatro Castro Alves de um lado,o edifício imponente do Hotel da Bahia ,hoje Sheraton e belos prédios e o monumento aos Heróis da Independência, completam o cenário.
Pois é,durante todo o dia,no segundo domingo de cada mês,a Fundação Pedro Calmon,presenteia       os baianos e visitantes e os escritores e editoras com a Feira Literária do Campo Grande,um encontro perfeito entre aqueles que escrevem e aqueles que leem, num congraçamento perfeito que gera muita emoção ,muitas oportunidades  e troca de ideias entre colegas escritores e o público leitor.


Valdeck de Jesus,Miriam,Jorge Carrano,Luiz Menezes,Malu Ferreira Deomídio Macedo
Ao centro ,Adilson Costa
Livros diversos a preços módicos,novos escritores e poetas mostrando seus trabalhos,recitais,lançamentos de livros e revistas,música e teatro,fazendo deste domingo um acontecimento  para as famílias e pessoas que nos visitam.



Apesar de vivermos , hoje,num mundo de maciça cultura audiovisual,o poder do livro impresso ainda persiste e é preferido por muitos.
A presença do autor é importante para seu público e a participação dos leitores entusiastas extremamente desejável.Tudo isso junto forma um memorável evento literário!
AGENDE-SE!
PROVÁVEIS DATAS DAS FEIRAS LITERÁRIAS NO CAMPO GRANDE*

SETEMBRO:  dia 1
OUTUBRO: dia 6
NOVEMBRO: dia 3
DEZEMBRO: dia 1
*Sujeita a alterações








Fotos da festa 


LOUCOS POR COMPUTADOR


ALEGRIA DA TERCEIRA IDADE.


ESSE,NEM SAI PARA DORMIR


CAMISA DE FORÇA PARA ESTE

E PARA ESTA,TAMBÉM


ELES DISSERAM...


E EU CONCORDO...




AGUARDE-ME
QUANDO SETEMBRO VIER...